Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação e aumentar a usabilidade do mesmo.
Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação clique aqui.

Notícias

Apelo à RESPONSABILIDADE INDIVIDUAL pelo bem comum

As Escolas, professores, assistentes operacionais e demais profissionais, demonstraram grande sentido de profissionalismo e solidariedade. Os alunos mais uma vez evidenciaram enorme sentido de maturidade. Assim, é sabido que as escolas não são o problema, e também se sabe que os casos relacionados com as escolas surgiram sobretudo por contágios fora das mesmas.

A CONFAP expressa publicamente o seu obrigado a todos os que se empenharam para continuar a dar uma oportunidade real aos alunos e para minimizar o efeito negativo que esta situação de pandemia tem nas vidas e no futuro das crianças e dos jovens, o que com o encerramento das escolas se agravará de forma irreversível.

A Escola é muito importante para cada um dos seus alunos e muito particularmente para os mais vulneráveis, os alunos com necessidades específicas (NEE), as crianças e jovens em perigo, os alunos com dificuldades de aprendizagem e também os jovens que brevemente terão de tomar decisões determinantes par a sua progressão académica e de vida.

Sabemos que o ensino à distância é muito desigual e de baixa eficácia nas aprendizagens, como nos dizem os próprios, “obrigado por terem conseguido que as escolas não fechassem, mesmo sabendo que se fechassem talvez se controlasse a pandemia mais depressa. Em casa não aprendemos nada, faz falta termos o professor ao pé de nós que, até pela nossa cara, conseguem perceber quando temos dúvidas. Por isso, muito obrigado por não deixarem que sejamos mais prejudicados". É pelos alunos, pelas crianças e pelos jovens, que a CONFAP exerce a sua intervenção, ponderando todos os factos e os dados disponíveis. Por isso, neste momento e com a continuação do esforços de cada um, é possível garantirmos, em segurança, o melhor possível para as nossas crianças e jovens.

No entanto, estamos conscientes de que se cada um de nós, se cada pessoa não cumprir rigorosamente as regras de confinamento, se cada um não assumir a responsabilidade pelo controlo da pandemia, se se continuar a assistir a comportamentos irresponsáveis e de desrespeito social, então terá de ser imposta prisão domiciliária sem exceções, o que, no limite, implica encerrar também serviços essenciais com todo o sofrimento que isso implica em cada um e na vida social, com todo o impacte doloroso e sem retorno no futuro dos nossos filhos. Certamente as medidas irão ser ajustadas à evolução da situação pandémica e poderemos ter que encerrar parcialmente as escolas, no que pugnaremos pelo ensino misto ao nível do secundário, como já o dissemos antes.

Infelizmente, ainda há quem julgue ser possível ficar em casa com todo o conforto, na certeza de que outro lhes farão chegar o necessário para o dia-a-dia. Gente que vê o seu bem-estar como se fosse o de todos, ou pior que só lhe importa o seu bem-estar. Era bom que todos os cidadãos tivessem boas condições em suas casas, mas não é assim, lamentavelmente!

Por isso na CONFAP não vestimos a pele de cordeiro para ser o lobo que só pensa em si. Acompanhamos a situação com preocupação, com sentido crítico e responsabilidade cívica e social.

Fazemos o apelo a todas as mães e pais que vão levar os filhos à escola, para voltarem de imediato para suas casas. Apelamos a todos os cidadãos que só saiam mesmo para o estreitamento necessário. Não saiam ao fim-de-semana só porque apetece. Vamos cada um de nós procurar que seja possível manter os serviços essenciais abertos que nos proporcionam algum conforto, apesar da contrariedade que é o confinamento.

Bem sabemos como custa, mas custará muito mais se tivermos de fechar tudo, o que acontecerá se não existir a necessária consciência cívica da responsabilidade individual no controlo da pandemia. Tudo será pior para todos, agora e no futuro.

OBRIGADO PELA SUA CIDADANIA RESPONSÁVEL!

 

Ver documento 

Data: 18 - 01 - 2021
Facebook Linkedin Twitter Google + Pinterest