Covid-19. Pais não percebem que máscaras caiam nas discotecas e bares e permaneçam nas escolas





A expectativa da Confederação Nacional de Associações de Pais (Confap) era a de que o Governo, através da ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, anunciasse esta quinta-feira o fim da obrigatoriedade de uso da máscara dentro das salas de aula.
 
Jorge Ascensão, presidente da Confap, ressalva que quem sabe das condições para as medidas mais adequadas é a DGS, mas argumenta que os pais continuam sem entender “o levantamento de algumas restrições quando noutras situações semelhantes isso não acontece”.
 
“Muitas vezes, não percebemos o que está na base”, lamenta.
 
Ascensão diz que, neste momento, havia a expectativa da possibilidade de deixar de utilizar a máscara até “pelas dificuldades que criam na comunicação e no diálogo”.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Imprimir