Centro Interpretativo do Grafismo – Labirinto das Artes

O Centro Artístico- A Casa ao Lado – nasceu em 2005, em Vila Nova de Famalicão, pelo traço dos artistas plásticos Joana Brito e Ricardo Miranda.

Tem como missão a Dinamização Social e Cultural com e para a Comunidade através de uma Educação Artística, Inclusão Social através da Arte e Intervenções Urbanas. Desde o seu início, todos os projetos têm como base gráfica, histórias, lendas e/ou personalidades nos locais a intervir, de forma a criar uma marca identitária, de coesão social e territorial.

Cada um pode fazer a diferença, e o conjunto faz o todo, são regras estruturantes d’A Casa ao Lado. As intervenções, sempre realizadas e idealizadas em conjunto com a Comunidade, faz com que os participantes, conhecedores de todo o processo de trabalho, criem um sentimento de pertença pelo trabalho realizado, pela sua marca gráfica pessoal.

Desde 2018, como Clube UNESCO para a Intervenção e Criação Artística, A Casa ao Lado sentiu uma obrigação superior para com a Comunidade, na passagem de conhecimento da evolução histórica do Grafismo ao longo dos tempos. Assim sendo, e para que existisse uma maior compreensão do trabalho contemporâneo realizado nos murais, surge em 2019, o Centro Interpretativo do Grafismo – LABIRINTO DAS ARTES.

No Labirinto das Artes, as visitas são feitas à luz de uma lanterna que ilumina o percurso e conduz o olhar pelos murais, criando uma envolvência especial. O Centro Interpretativo conta com dez salas a retratar diferentes períodos, devidamente contextualizados através de áudio guia. 

Inicia-se o percurso na caverna do Paleolítico, seguindo-se um longo corredor temporal que atravessa a Idade dos Metais, o Antigo Egito, a Grécia Antiga, o Império Romano, a Idade Média, o Renascimento, o Neoclassicismo, o Impressionismo e diferentes movimentos artísticos do Séc. XX (Expressionismo, Cubismo, Surrealismo, Pop Art,…). No final, há ainda a reprodução de uma obra de Vhils, provavelmente o artista urbano português mais conhecido da atualidade. 

Um apontamento a reconhecer inesgotável de gravar e de comunicar através dos murais.

O Labirinto das Artes está novamente aberto a visitas para Escolas e Grupos Informais. 

Os Agrupamentos de Escolas de Vila Nova de Famalicão têm a possibilidade de realizar a Visita ao Labirinto das Artes e Oficina Artística após visita, de forma gratuita, mediante marcação e disponibilidade.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Imprimir