Webinar:”Educação Especial vs Educação Inclusiva – a diferença e o que importa fazer para e pelas crianças com necessidades especiais de educação”

Cara associada,

A inclusão tem de ser uma linha de trabalho que cria uma escola para todos e com todos, devendo, assim, definir-se muito mais como participação e não, apenas, como presença.

Ninguém já acredita que uma criança/jovem que apresente um perfil cognitivo diferente é “acima” ou “abaixo”, acreditamos que é apenas diferente.

A criação de uma cultura de inclusão e o desenvolvimento de respostas educativas no âmbito da Educação Inclusiva passa, entre outras iniciativas, pela divulgação e reflexão sobre as atuações e projetos que no dia a dia, educadores, professores e outros profissionais promovem, procurando com o apoio de todos os intervenientes do sistema educativo, como é o caso das associações de pais, desenvolver o potencial existente em cada criança ou jovem com as ditas “necessidades especiais de educação”.

Acreditando numa Escola Inclusiva, logo numa Educação Inclusiva, e porque nenhuma criança pode ficar para trás, a CONFAP decidiu, após o período de confinamento em que, reconhecidamente, as crianças mais vulneráveis, em especial as com necessidades especiais de educação, viram as suas terapias interrompidas (e os seus problemas agravados), avançar com o webinar “Educação Especial vs Educação Inclusiva – a diferença e o que importa fazer para e pelas crianças com necessidades especiais de educação”, no arranque deste novo ano letivo, na próxima segunda feira dia 14 de setembro pelas 21:15,  procurando contribuir para que estas crianças (e as suas famílias), com a ajuda técnica nas mais diversas valências, possam recuperar (no mínimo minimizar) o tempo perdido (e recuperação estagnada) com a pandemia que vivemos, integrando-os “nas suas escolas”.

Convite aberto a todos os pais e encarregados de educação de crianças especiais das vossas escolas, bem como a todos os companheiros do movimento associativo parental, elemento fundamental para o apoio a estas crianças e suas famílias.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Imprimir